Bolo Chiffon de Laranja com Swirl de Pistácio e Cardamomo // Orange Chiffon Cake with Pistachio Cardamom Swirls



Acho que desde o natal que eu não fazia um bolo. Todo o ritual de escolher uma receita, preparar a massa, ligar o forno, cozer o bolo, desenformar e saborear as fatias ainda mornas estava a fazer-me falta. 
Sentia essa falta, essa saudade, como a de um ritual que já faz parte de mim e dos domingos em família e em casa. Domingos tranquilos e de descanso. Em que se preguiça muito, se caminha pelo bosque aqui perto, e há tempo para ler livros de culinária e ver séries e filmes embrulhada numa manta. Esse tempo de parar e sentir, de viver devagar e saborear uma fatia de bolo com chá quente.

O pomar carregado de laranjas, limões e tangerinas pedia mesmo um bolo de citrinos. Carregado desses aromas, que tanto adoro. Que se entranham nas mãos e perfumam os dias. Que são da época e brilham lá fora e na fruteira da mesa, que pintam os verdes das árvores de laranja e amarelo, como raios de sol nestes dias frios de Inverno. Seria um bolo de laranja, pensei eu enquanto apanhava as laranjas mais bonitas da árvore e as colocava na cesta. A inspiração que vem do pomar.

Escolhi a receita de um livro novo que estou a adorar, o "Masala & Meatballs". Receitas indianas com twist americano e todas maravilhosas da Asha Shivakumar e com as fotografias de babar da Alanna Taylor-Tobin que é uma inspiração há anos. Laranja, cardamomo e pistácio são sabores que combinam na perfeição e de facto o perfume deste bolo é mesmo especial. 
É perfeito para alegrar qualquer domingo preguiçoso, cortar fatias que espalham migalhas, e ver as chávenas de chá a fumegar. Estava mesmo com saudades de fazer um bolo.














(Scroll down to english version)

BOLO DE LARANJA COM SWIRL DE PISTÁCIO E CARDAMOMO
(adaptado do livro "Masala & Meatballs" de Asha Shivakumar)

40 gr de pistácios descascados
150 gr de farinha de trigo com fermento
2 colheres (sopa) de farinha maisena
150 gr de açúcar em pó
2 colheres (chá) rasas de fermento em pó
1/3 colher (chá) de cardamomo em pó
4 ovos médios caseiros 
80 ml de óleo vegetal
120 ml de sumo de laranja natural
raspa de 1 laranja

para servir:
chantilly q.b.
pistácios picados q.b.
gomos de laranja q.b.


Preparação

Pré-aquecer o forno a 170ºC. Untar uma forma redonda com 20cm de diâmetro com manteiga e forrar a base com papel vegetal antiaderente.
Triturar os pistácios até ficar um pó bem fino e quase em pasta. Reservar.
Separar as gemas das claras e bater as claras em castelo. Reservar.
Numa taça colocar as gemas, o óleo, a raspa e sumo de laranja e bater muito bem com a batedeira.
Noutra taça peneirar a farinha, maisena, fermento, açúcar e o cardamomo. Juntar este preparado ao das gemas e mexer até incorporar bem.
Juntar depois as claras em castelo (adicionando por três vezes à massa) e envolver suavemente.
Retirar meia chávena da massa do bolo e juntar a ela os pistácios em pó e mexer muito bem.
Colocar a massa amarela na forma preparada e por cima dela colocar devagar a massa de pistácio em círculo. Fazer um swirl com um palito de forma a não misturar muito as massas.
Levar ao forno até cozer, uns 40 minutos (teste do palito). Desenformar e deixar arrefecer.
Pode servir com chantilly, gomos de laranja e pistácios picados a gosto.

Nota: podem perfeitamente servir o bolo sem as natas, é um bolo caseiro simples e perfeito por si só. Na receita original a autora usa 3 ovos grandes, mas como os meus caseiros são médios optei por usar 4. E usa pistácios crus que demolha durante a noite antes de os triturar numa pasta, mas eu saltei esse passo e triturei logo, não notando diferença em relação à foto da receita original. 

Bom Apetite!

//

(Recipe in english)

ORANGE CHIFFON CAKE WITH PISTACHIO-CARDAMOM SWIRLS

40 g pistachios
150 g all-purpose flour
2 tbsp cornstarch
150 g confectioners' sugar
2 tsp baking powder
1/2 tsp ground cardamom
4 medium eggs at room temperature
80 ml vegetable oil
120 ml fresh orange juice
zest of 1 orange

for serving:
sweetened whipped cream
slivered pistachios
orange segments


Method

Preheat the oven to 170ºC. Grease an 20 cm round pan and cover the base with parchment paper.
Grind the pistachios into a fine powder, almost like a paste, in a food processor and set aside.
Separate the egg yolks from the whites and whip the egg whites to soft peaks.
Sift the flour, cornstarch, confectioners' sugar, baking powder and cardamom into a large bowl.
In a separate mixing bowl, beat the egg yolks, oil, orange juice and zest. Add the dry ingredients and mix well to incorporate.
Then gently fold in the egg whites in three additions to incorporate well. Scoop out half a cup of the batter and fold in the pistachios.
Pour the plain batter into the prepared cake pan. Slowly pour the pistachio mixture in a circle and swirl it around carefully with a toothpick.
Bake for 40 minutes or until a toothpick inserted into the center comes out clean.
Let cool before serving it with the whipped cream, oranges and slivered pistachios, if desired.

Notes: you can serve the cake without the whipped cream on top, it´s perfect as it is. The original recipe asks for 3 large eggs, but I went with 4 medium eggs. The author uses raw pistachios that are soaked overnight, then drained and dried and grind into a fine paste. I skipped this step, and used the roasted pistachios without soaking, just grind it straight away, and it worked just fine too.

Enjoy!







Sopa de Couve-Flor e Maçã



Bom ano a todos os leitores! Por cá o ano novo começou com muitos percalços e muito trabalho, para não variar. O frio e a chuva de inverno instalaram-se de vez e as minhas frieiras regressaram. Chegar tarde a casa, cheia de frio e super cansada tem sido a ordem dos dias. Nem consigo pensar com tanto frio e com tanto do que vai acontecendo à minha volta e que não controlo. Dou por mim a precisar mesmo de descanso e aconchego, sempre que posso parar.

Dou por mim a desejar o quentinho e o conforto da casa. Ao fim do dia aquecer-me à beira do forno a lenha e comer algo que me aqueça é um momento "slow" e de parar um pouco, de não pensar em nada, só relaxar e aquecer a alma. Com coisas boas.
Adoro taças de conforto, bem quentes a aquecer as mãos e o estômago, nestas noites frias. Viro-me para as sopas e os estufados com legumes, ricos e reconfortantes, onde posso molhar um pãozinho torrado e ser feliz naquele instante. 
E esta sopa super cremosa de couve-flor é maravilhosa para estes dias de Inverno.

A receita vem de um dos meus livros favoritos e portugueses, o livro "Prato do Dia" da Filipa Gomes. Um livro com receitas para comer bem e ser feliz! Adoro a Filipa, e já tive o prazer de a abraçar pessoalmente. É tão genuína e super querida. E tanto no programa como no livro se nota como é autêntica, como adora comer e partilhar este gosto de cozinhar e de passar boas horas na cozinha e à mesa. Não há como resistir a tantas e boas receitas, como o Arroz de Frango e Farinheira, que é puro "comfort food" e já é um preferido cá de casa. 
Amor pela comida, acima de tudo. E por cá, vou saboreando cada receita e cada programa sempre com um sorriso e alegria. É assim que a comida da Filipa me faz sentir.







Sopa de Couve-Flor e Maçã

1 cebola grande picada
1 fio de azeite
1 maçã grande ralada
1 couve-flor grande separada em floretes pequenos
sal q.b.
1 ramo de tomilho
1 casca de limão
1/2 chávena de sidra de maçã
2 colheres (sopa) de amêndoas laminadas e tostadas
cebolinho fresco q.b.


Preparação

Num tacho refogar a cebola num fio de azeite. Juntar depois a maçã ralada e deixar cozinhar um pouco. Adicionar a couve-flor em floretes pequenos e temperar de sal, juntar o tomilho e a casca de limão. Mexer e refrescar com a sidra e água suficiente para cobrir os legumes.
Deixar cozinhar por 20 minutos, até a couve-flor ficar bem tenra.
Quando a couve-flor estiver cozida, retirar o tomilho e o limão e triturar tudo com a varinha mágica, até ficar bem cremoso e suave.
Servir bem quente, com as amêndoas tostadas e o cebolinho picado.

Bom Apetite!




Bolo de Chocolate com Frutos Secos e Vinho do Porto





Está a chegar o Natal. Época de festas, mesas partilhadas, sorrisos, amor e muitos doces. É sempre uma época feliz, e o frio só ajuda a que nos juntemos à mesa mais vezes, bem juntinhos e quentinhos, enquanto partilhamos histórias e momentos doces.
Para mim é época de afectos e partilhas, de celebrar os momentos felizes e que nos unem. Celebrar juntos à mesa. Uma mesa cheia de coisas boas, bem doces. Memórias, sorrisos e tradições. 

Celebrar as coisas boas da vida à volta de uma mesa cheia, de amigos e família. É tão bom partilhar estes momentos com quem amamos. E encher a mesa com amor e receitas de conforto. Adoro os momentos de reunião nesta altura, e gosto sempre de preparar um miminho para os jantares festivos com a família e amigos (que muitas vezes só vemos nesta altura do ano). Uma sobremesa ou um bolo são sempre as minhas escolhas preferidas, para celebrar o natal. E este bolo de chocolate com frutos secos e vinho do Porto é perfeito para ter na mesa, servido com a ganache ainda quente.






Um bolo feito de coisas doces. Que torna qualquer mesa mais feliz. Com o delicioso e sempre preferido chocolate, com os frutos secos tão característicos da época, com o açúcar moreno intenso da Sidul e com um cheirinho a vinho do Porto. Servido com uma ganache de chocolate e vinho do Porto ainda quente. Soa a conforto e aconchego.
Este açúcar moreno é perfeito para os meus bolos de chocolate, torna-os sempre mais fofos e dá-lhe aquele sabor mais intenso e ligeiramente caramelizado. O segredo desta receita está mesmo no açúcar. No site da Sidul podem encontrar outras receitas deliciosas e festivas.

Este ano no meu natal vou ter este bolo no centro da mesa, enfeitado com ramos de pinheiro, bolinhas vermelhas, coroas de ramos secos e velas acesas. Acho que vai ficar lindo! 
Espero que o vosso natal seja bem doce. Acima de tudo que seja um momento de união e amor, com saúde. Que se mantenham as tradições e que o espírito de gratidão nos envolva não só nestes dias, mas sempre. Desejo a todos os leitores um feliz e santo natal.







Bolo de Chocolate com Frutos Secos e Vinho do Porto

4 ovos
250 ml de iogurte natural
150 gr de manteiga
150 gr de chocolate 70% cacau
2 colheres (sopa) de cacau em pó
60 ml de vinho do porto
300 gr de farinha com fermento
1 colher (chá) de fermento
1/2 colher (chá) de bicarbonato
100 gr de frutos secos (nozes e avelãs)

Ganache de Chocolate e Porto
200 ml de natas
150 gr de chocolate 70% cacau
2 colheres (sopa) de vinho do porto


Preparação

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar uma forma bundt com manteiga e polvilhar com farinha. Reservar.
Numa taça ou tacho pequeno colocar a manteiga e o chocolate e derreter em banho-maria até ficar homogéneo e brilhante. Deixar arrefecer ligeiramente.
Numa taça grande colocar os ovos e o açúcar moreno intenso e bater com a batedeira eléctrica durante uns 3-5 minutos até ficar uma mistura volumosa. Juntar o iogurte e mexer.
Adicionar a mistura da manteiga e chocolate, em seguida o vinho do porto e bater a massa.
Juntar a farinha, cacau, fermento e bicarbonato e bater suavemente até ficar homogéneo.
Por fim juntar os frutos secos e envolver na massa.
Colocar a massa na forma e levar ao forno até cozer, cerca de 40 minutos (teste do palito).
Desenformar o bolo sobre uma rede e deixar arrefecer.
Entretanto preparar a ganache, colocando as natas ao lume num tacho até ferver. Retirar do lume e juntar o chocolate em cubinhos e o vinho. Mexer até ficar homogéneo. Se necessário, colocar em lume brando para ajudar a derreter mais facilmente.
Colocar o bolo num prato e servir com a ganache ainda quente ou morna.

Bom Apetite!